23 de jul de 2011

Chega de ser estátua!

Pior coisa que existe é uma pessoa indecisa.

Não toma nenhuma atitude em relação a nada, porque nunca tem certeza do que realmente quer, e isso faz com que viva paralisada.

Não agem, não avançam e vivem frustrada, mas ninguém pode fazer nada por você, me desculpe mas acorde!

Quem termina sofrendo com essa indecisão é você, porque podem orientá-la, mas quem vai decidir  é só você e mais ninguém.

Se mova, deixe de ser uma estátua!

21 de jul de 2011

Voe cada vez mais alto!


Um jovem piloto experimentava um monomotor muito frágil, uma daquelas sucatas usadas no tempo da Segunda Guerra, mas que ainda tinha condições de voar...

Ao levantar voo, ouviu um ruído vindo debaixo de seu assento. Era um rato que roía uma das mangueiras que dava sustentação para o avião permanecer nas alturas.

Preocupado pensou em retornar ao aeroporto para se livrar de seu incômodo e perigoso passageiro, mas lembrou-se de que devido à altura o rato logo morreria sufocado.

Então, voou cada vez mais e mais alto e notou que acabaram os ruídos que estavam colocando em risco sua viagem conseguindo assim fazer uma arrojada aventura ao redor do mundo que era seu grande sonho...

MORAL DA HISTÓRIA:

Se alguém o ameaçar, VOE CADA VEZ MAIS ALTO...
Se alguém o criticar, VOE CADA VEZ MAIS ALTO...
Se alguém tentar destruí-lo por inveja e fofocas, e por fim, se alguém o injustiçar, VOE CADA VEZ MAIS ALTO...
Sabe por quê? Os ameaçadores, críticos, invejosos e injustos são iguais aos ratos, não resistem às grandes alturas!

* autor desconhecido

17 de jul de 2011

Ação



"Você nunca sabe que resultados virão da sua ação,
mas se você não fizer nada, 
não haverão resultados."

14 de jul de 2011

As quatro velas



Quatro velas estavam queimando calmamente.
O ambiente estava tão silencioso que podia-se ouvir o diálogo entre elas.

A primeira disse: Eu sou a Paz!
Apesar da minha luz as pessoas não conseguem manter-me acesa. E diminuindo sua chama devagarzinho, apagou-se totalmente.

A segunda disse: Eu me chamo Esperança!

Infelizmente o trabalho, e os problemas tem me sufocado. As pessoas nem se lembram de mim, por isso não faz sentido continuar queimando. Ao terminar sua fala, um vento bateu levemente
sobre ela, e esta se apagou.

Baixinho e triste a terceira vela se manifestou:

Eu sou o Amor!

Não tenho mais forças para queimar. As pessoas me deixam de lado, por que só conseguem enxergar elas mesmas, esquecem até daqueles que estão à sua volta. E também se apagou.

De repente… entrou uma criança e viu as três velas apagadas.

Que é isto?
vocês devem ficar acesas e queimar até o fim.

Então a quarta vela falou:
Não tenhas medo criança, enquanto eu estiver acesa podemos acender as outras velas.
Então a criança pegou a vela da Fé e acendeu novamente as que estavam apagadas.

“Que a vela da Fé nunca se apague dentro de você…”

*autor desconhecido

11 de jul de 2011

A corda lançada


A pessoa quando está no fundo de um poço e lançam uma corda pra ela, existem duas opções:

1- Ela segura com todas as forças e luta com unhas e dentes para conseguir sair daquele poço e tornar a sua vida

2- Ela se sente incapaz de sair,  desiste e espera a morte chegar

No decorrer da vida existem muitas cordas que são lançadas, mas cada um de nós é que tomamos a decisão de que maneira vamos usá-las.

Não importa se ao tentar subir irei ferir meus pés e joelhos, nem de que maneira chegarei lá, mas se desejo sair daquela situação tenho que fazer a minha parte e  agir.

Se eu mesma tiver que escalar, ou se alguém vai me puxar não importa, mas quem tem de pegar na corda e fazer alguma coisa pra mostrar "QUERO SAIR DAQUI!" sou eu e mais ninguém, caso contrário, se ficar apenas olhando para aquela corda pendurada bem na minha frente, então com certeza vou continuar no fundo daquele poço e esperar a morte chegar.

Sempre surgirão cordas, a escolha é nossa e o sacrifício faz parte para conquistar a liberdade!