26 de ago de 2010

Escolher viver ou morrer?


Esta imagem eu acho fascinante, passo por este lugar todos os dias quando vou pra igreja e fico vendo as maravilhas do nosso Deus e certo dia fazendo uma caminhada pela manhã eu mesma tirei a foto e não canso de admirar.

Mas esse lugar tão lindo há uns dias atrás se tornou tão triste e desagradável de se ver, exatamente nesta árvore onde podemos ver a ponta do galho, um rapaz de 22 anos amarrou uma corda no pescoço e suicidou-se, meu esposo pela manhã bem cedo pôde ver esta triste imagem quando passou por este caminho.

Fico me perguntando por que será? o que teria acontecido para fazer alguém tão jovem, com uma vida ainda pela frente tomar tal atitude.

Muitas pessoas tomadas pelo desespero ao passar por uma situação difícil e aos olhos dela impossível de resolver cometem tal coisa. Muitas não dão chance para que Deus possa lhe socorrer, Ele pode e quer solucionar os seus problemas e só depende da própria pessoa dar uma oportunidade para Deus trazer paz ao seu coração.
Não desista existe solução!


"Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei..." (Mateus 11.28)


Deus abençoe sempre.

Fernanda Vieira


24 de ago de 2010

Viva a amizade

Depois de perder os pais. esse orangotango de três anos de idade estava tão deprimido que se recusava a comer e não respondia muito bem aos tratamentos e remédios. Os veterinários achavam que ele iria se entregar à morte. O velho cão foi encontrado perdido nos arredores do zoológico, e quando levado para dentro da sala de tratamento, se encontrou com o orangotango, e os dois se tornaram amigos inseparáveis desde então.  
  
O orangotango encontrou uma nova razão para viver e se esforça ao máximo para fazer seu novo amigo acompanhá-lo em suas atividades.
  
Eles vivem no norte da Califórnia e a natação é o esporte favorito de ambos,embora Roscoe (o cachorro) ainda tenha um pouco de medo da água
e precise da ajuda do amigo para atravessar a nado.
Eles passam o tempo todo juntos e podemos ver, pelos sorrisos e risadas, o quanto são felizes.
Juntos descobriram o lado engraçado da vida e o valor da amizade
Encontraram mais do que um ombro amigo para debruçar...
E viva a AMIZADE !!! 

Recebi esta mensagem de uma amiga, achei linda e resolvi dividir com vocês.



 

17 de ago de 2010

O INVEJOSO

 
Conheça a história de João, um desses funcionários insatisfeitos com seu patrão.

Ele trabalhava em uma empresa há 20 anos. Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações.

Um belo dia, ele foi ao dono da empresa para fazer uma reclamação. Disse que trabalhava ali há 20 anos com toda dedicação, mas se sentia injustiçado. O José, que havia começado há apenas três anos, estava ganhando muito mais do que ele.

O patrão fingiu não ouvir e lhe pediu que fosse até a barraca de frutas da esquina. Ele estava pensando em oferecer frutas como sobremesa ao pessoal, após o almoço daquele dia, e queria que ele verificasse se na barraca havia abacaxi.

  João não entendeu direito mas obedeceu. Voltando, muito rápido, informou que o moço da barraca tinha abacaxi.

Quando o dono da empresa lhe perguntou o preço ele disse que não havia perguntado. Como também não sabia responder se o rapaz tinha quantidade suficiente para atender todos os funcionários da empresa. Muito menos se ele tinha outra fruta para substituir o abacaxi, neste caso.

O patrão pediu ao João que se sentasse em sua sala e chamou o José. Deu a ele a mesma missão que dera para João:

- Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal hoje. Aqui na esquina tem uma barraca. Vá até lá e verifique se eles têm abacaxi.

Oito minutos depois, José voltou com a seguinte resposta: eles têm abacaxi e em quantidade suficiente para todo o nosso pessoal. Se o senhor preferir, têm também laranja, banana, melão e mamão. O abacaxi está $ 1,50 cada, a banana e o mamão a $ 1,00 o quilo, o melão $ 1,20 a unidade e a laranja $ 20,00 o cento, já descascada.

Como falei que a compra seria em grande quantidade, ele dará um desconto de 15%. Deixei reservado. Conforme o senhor decidir, volto lá e confirmo.

Agradecendo pelas informações, o patrão dispensou José. Voltou-se para João e perguntou:

- O que é mesmo que você estava querendo falar comigo antes?

João se levantou e se encaminhando para a porta, falou:

- Nada sério, patrão. Esqueça. Com sua licença.

  As pessoas estão onde estão e têm o que têm porque fizeram esforços para isso.

7 de ago de 2010

A VERDADE ACIMA DE TUDO

Conta-se que, por volta do ano 250 A.C, na antiga China, um príncipe da região norte do país estava prestes a ser coroado imperador mas, de acordo com a lei, deveria casar-se primeiro. Sabendo isso, ele resolveu lançar um desafio às raparigas da corte ou a quem quer que se achasse digna de sua proposta.
No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia todas as pretendentes numa recepção especial, na qual revelaria os pormenores do desafio. Uma senhora idosa, serva no palácio há muitos anos, ouvindo os comentários sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que sua jovem filha nutria um sentimento de profundo amor pelo príncipe.

Ao chegar a casa e contar o facto à jovem, espantou-se ao saber que ela pretendia ir à recepção, e indagou incrédula: Minha filha, o que vais lá fazer? Estarão presentes as mais belas e ricas raparigas da corte. "Tira essa ideia da cabeça. Eu sei que tu deves estar a sofrer, mas não transformes o sofrimento em loucura."

E a filha respondeu: "Não, querida mãe, eu não estou sofrendo e muito menos louca, eu sei que jamais poderei ser a escolhida, mas é a minha oportunidade de ficar alguns momentos perto do príncipe, e isso já me torna feliz."

À noite, a jovem chegou ao palácio. Lá estavam, de facto, as mais belas raparigas, com as mais belas roupas, com as mais belas jóias e com as mais determinadas intenções. Então, o príncipe anunciou o desafio: "Darei, a cada uma de vocês, uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, me trouxer a mais bela flor, será a escolhida para minha esposa e futura imperatriz da China."

A proposta do príncipe não fugiu às profundas tradições daquele povo, que valorizava muito o principio de cultivar algo, como costumes, amizades, relacionamentos, etc...

O tempo passou e a doce jovem, sem experiência na arte da jardinagem, cuidava com muita paciência e ternura da sua semente, acreditando que, se a beleza da flor fosse proporcional ao seu amor, ela não precisaria de se preocupar com o resultado.
Passaram-se três meses e nada surgiu. A jovem tentara tudo, usara todos os métodos que conhecia, mas nada nascera. Dia após dia, ela via cada vez mais longe o seu sonho, mas cada vez mais profundo o seu amor. Por fim, passado os seis meses, nada rebentou. Consciente do seu esforço e dedicação, a moça comunicou à mãe que, independentemente das circunstâncias, voltaria ao palácio, na data e hora combinadas, pois não pretendia nada além de mais alguns momentos na companhia do príncipe.

À hora marcada lá estava, com o vaso vazio, junto às outras pretendentes, cada uma com uma flor, qual delas a mais bela. Admirada, não parava de olhar a beleza, as formas e as cores das flores das suas companheiras.

O príncipe chegou e observou cada uma das pretendentes com muito cuidado e atenção. Após passar por todas, uma a uma, ele anuncia o resultado e indica que a jovem do vaso vazio é a sua futura esposa. Os presentes ficam surpresos e incrédulos. Ninguém compreendia a escolha do príncipe: precisamente aquela que nenhuma flor apresentara.

Então, calmamente, o príncipe esclareceu:
"Esta foi a única que cultivou a flor que a tornou digna de se tornar uma imperatriz. A flor da honestidade, pois todas as sementes que entreguei eram estéreis."



 Não importa em que situação você esteja, seja sempre honesta em todas as suas atitudes, mesmo que aparentemente saia perdendo porque assim você será honrada no tempo certo, e por aquele que pode governar a sua vida "Jesus".

 "Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido." (Lc 12:2)






Documentário Reportagem Templo de Salomão - Brás(SP/BRASIL)

3 de ago de 2010

Ouvir e Ouvir atentamente



Alguma vez já aconteceu de alguém estar falando e você está olhando para pessoa, e de repente ela pergunta algo sobre o assunto, ou qual sua opinião e então você percebe que na verdade estava ouvindo, mas não atentamente o que ela dizia?
Pois é existe uma grande diferença entre ouvir e ouvir atentamente .
Quando apenas ouvimos, estamos recebendo as palavras  superficialmente e não conseguimos captar o significado daquelas palavras, o que aquela mensagem está transmitindo a você, é como se aquilo não fosse tão importante. 
Mas quando você ouve atentamente é completamente diferente você fica envolvida por inteira  com o que está ouvindo, consegue sentir exatamente o que aquelas palavras estão dizendo, é como se automaticamente absorvesse o nectar.
Não basta apenas ouvirmos a voz de Deus, conhecer a sua vontade, precisamos estar atentas a sua voz, e quando isso acontece então somos dirigidas por Ele, quando formos tomar uma atitude então tomamos a atitude correta, quando devemos falar, nossas palavras são temperadas, em tudo que fazemos somos dirigidas por Ele, mas isso só acontece quando estamos atentas a sua voz.

Se atentamente ouvires a voz do SENHOR, teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, o SENHOR, teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra...(Deuteronômio 28)


Deus abençoe sempre.

Fernanda Vieira