26 de dez de 2010

As luzes


Nesta época de fim de ano existe iluminação para todo lado: nas ruas, nas casas, e até as pessoas aparentam um certo brilho, uma aparente paz que a ocasião pede, é feliz natal pra cá, feliz ano novo pra lá...e eu acredito que o desejo é sincero.

Não posso negar que fica linda uma rua toda iluminada, uma praça, independente da época do ano eu particularmente fico encantada com as luzes.

Mas quantas  são as pessoas que tem colocado o encanto da iluminação na sua casa, em sua rua, mas infelizmente quando se trata  de si mesma está uma escuridão tremenda, ela não consegue trazer luz para sua própria vida, e só ela sabe como tem sido difícil viver na escuridão da solidão...

Existe alguém  que em qualquer época do ano ilumina a sua vida, não importa a situação que esteja vivendo.

Ele te diz:
 
Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” (João 8:12)

25 de dez de 2010

A Bagagem


A medida que os anos vão passando, a bagagem vai aumentando...porque existem muitas coisas que você recolhe pelo caminho, coisas que você pensa que são importantes.
A um determinado ponto do caminho fica insuportável carregar tanta coisa, pesa demais.
Então você pode escolher ficar sentado, esperando que alguém o ajude (o que é difícil, porque todos terão que carregar suas próprias bagagens!) ou aliviar o peso e esvaziar a mala, mas o que tirar?
Você começa tirando tudo o que tem de dentro pra fora; amor, amizade e respeito, se isso não pesa nada então comece a tirar o que realmente pesa; raiva, medo, pessimismo, mágoa uf!!! neste momento o desânimo quase te puxa pra dentro da mala, mas você deve insistir e tirar TUDO!
Agora é com você pense bem no que vai colocar lá dentro novamente!
A SUA BAGAGEM DIZ QUEM VOCÊ É!


Cada um sabe o que realmente tem lhe trazido peso, afinal a bagagem é sua, não continue com esta carga desnecessária comece já esvaziando para começar um ano leve.

22 de dez de 2010

O que você procura?


Já diz o ditado:

"Quem procura, acha"

E é uma realidade, se não recordo onde coloquei alguma coisa pessoal e sei que está naquele espaço, então me empenho na procura e vou achar.

Se procuro me alimentar de maneira saudável, então acharei um corpo saudável.
Se procuro ser uma pessoa dedicada no meu trabalho, então serei reconhecida.
Se procuro ter uma vida de acordo com a vontade de Deus, colherei os frutos desta entrega.
Se procuro ser uma pessoa  bem sucedida naquilo que faço, então serei!


Quando digo "procuro" é no sentido de me empenhar para alcançar algo que eu realmente desejo, e isso não acontece num estalar de dedos; eu tenho que realmente dedicar tempo e esforço detalhado para alcançar, e muita das vezes requer renúncias e sacrifícios, mas basta eu querer.





.

13 de dez de 2010

Estrelas do mar


Era uma vez um escritor que morava em uma tranqüila praia, junto de uma colônia de pescadores.

Todas as manhãs ele caminhava à beira do mar para se inspirar, e à tarde ficava em casa escrevendo.

Certo dia, caminhando na praia, ele viu um vulto que parecia dançar.

Ao chegar perto, ele reparou que se tratava de um jovem que recolhia estrelas-do-mar da areia para, uma por uma, jogá-las novamente de volta ao oceano.

"Por que está fazendo isso?"- perguntou o escritor.

"Você não vê! --explicou o jovem-- A maré está baixa e o sol está brilhando.

Elas irão secar e morrer se ficarem aqui na areia".

O escritor espantou-se.

"Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo afora, e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pela praia.

Que diferença faz?

Você joga umas poucas de volta ao oceano. A maioria vai perecer de qualquer forma.

O jovem pegou mais uma estrela na praia, jogou de volta ao oceano e olhou para o escritor.

"Para essa aqui eu fiz a diferença..".


Naquela noite o escritor não conseguiu escrever, sequer dormir. Pela manhã, voltou à praia, procurou o jovem, uniu-se a ele e, juntos, começaram a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano.

Sejamos, portanto, mais um dos que querem fazer algo melhor.

Sejamos a diferença!

(autor desconhecido)


Quer fazer a diferença? 
não espere por ninguém,
comece você.

11 de dez de 2010

Olhar para trás nem sempre é uma boa idéia




"Se...". Quantas de nós já começamos algumas frases dessa maneira.


Se não tivesse falado na hora errada meu esposo não teria se aborrecido comigo, se eu tivesse saido mais cedo de casa não enfrentaria este trânsito, se tivesse pensado antes de falar não seria tão bruta e não magoaria aquela amiga que tanto estimo, e se... tantos mais.

No que diz respeito olhar para trás, só é válido para avaliar os erros cometidos afim de não tornar aos mesmos, mas não podemos cair no erro de fazer disso um hábito e pensar: é já está feito,  agora não tem mais como consertar.

Quando Deus mandou que Ló e sua família saísse da cidade em que estavam porque seria destruída, a lentidão era tanta que os anjos puxaram eles para fora da cidade, mas antes orientou que não olhassem para trás.

Ao invés de simplesmente obedecer, imagino o que naquele momento teria passado na mente da mulher de Ló, "e minha casa, minhas jóias, minhas roupas, minhas coisas que construi com tanto sacrifício, etc..."

Neste caso podemos ver que olhar para trás nem sempre é uma boa idéia, muitas pessoas  se enterram no passado e ficam supondo o que teria acontecido se fizesse ou não tal coisa, e esquecem de olhar para uma nova oportunidade  que Deus coloca diante dela, e que hoje ela tem o poder de decidir fazer o certo.

Então pense nas consequências de quem fica olhando para trás.
Olhe a nova estrada em sua frente e faça melhor desta vez!

9 de dez de 2010

A Recompensa


Existem momentos em nossa vida  em que parece estarmos nadando contra a maré, parece que o nosso sacrifício é em vão, quanto mais fazemos, mais longe dos nossos olhos está a resposta.

Mas não importa aquilo que vemos, quando investimos tudo de nós então pode demorar o tempo que for mas a resposta vem, não podemos desistir.

O segredo é acreditar até o fim, só assim receberemos a recompensa tão desejada.

“Mas esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos, porque a vossa obra terá recompensa.” (2 crônicas 15.7).

6 de dez de 2010

Nossas escolhas

Pense bem antes de tomar qualquer decisão em sua vida, pois suas escolhas e decisões são sementes que lhe trará frutos no dia de amanhã.

4 de dez de 2010

Borboletas no caminho...

Andando por uma estrada de terra, não via nada de especial que despertasse minha atenção, a não ser o azul do céu que me inspirava a pensar em muitas coisas.

Os minutos foram passando e assim continuava, quando de repente surgiram lindas borboletas que por um segundo tive a impressão que me acompanhavam, pareciam até que conversavam comigo, passeavam na minha frente iam e voltavam, naquele instante não tive como não prender os olhos nelas, coloridas e encantadoras.

Sem dúvida alguma que meu caminho se tornou mais belo, e mesmo depois que elas se foram fiquei com aquela lembrança tão encantadora. 


Assim acontece na vida, passamos por caminhos que estamos só e sem ninguém para compartilhar, parece até que estamos abandonados, não vemos ninguém, não existe nada que nos chame atenção e nos traga um colorido especial.

Mas chega o momento em que  o instante encantador que traz a alegria vai chegar, e quando ele surgir guarde na memória para que assim se torna mais fácil o caminho que falta percorrer...

pense nisso

2 de dez de 2010

Você ficaria de pé?

 

Havia um professor de filosofia que era um ateu convicto.

Sempre sua meta principal era tomar um semestre inteiro para provar que DEUS não existe.

Os estudantes sempre tinham medo de argüi-lo por causa da sua lógica impecável.

Por 20 anos ensinou e mostrou que jamais haveria alguém que ousasse contrariá-lo, embora, às vezes surgisse alguém que o tentasse, nunca o venciam.

No final de todo semestre, no último dia, fazia a mesma pergunta à sua classe de 300 alunos:

- Se há alguém aqui que ainda acredita em Jesus, que fique de pé!

Em 20 anos ninguém ousou levantar-se.

Sabiam o que o professor faria em seguida. Diria : - Porque qualquer um que acredita em Deus é um tolo! Se Deus existe impediria que este giz caísse ao chão e se quebrasse.


Esta simples questão provaria que Ele existe, mas, não pode fazer isso!
E todos os anos soltava o giz, que caia ao chão partindo-se em pedaços.

E todos os estudantes apenas ficavam quietos, vendo a DEMONSTRAÇÃO.

A maioria dos alunos pensavam que Deus poderia não existir. Certamente, havia alguns cristãos mas, todos tiveram muito medo de ficar de pé.

Bem.... há alguns anos chegou a vez de um jovem cristão que tinha ouvido sobre a fama daquele professor. O jovem estava com medo, mas, por 3 meses daquele semestre orou todas as manhãs, pedindo que tivesse coragem de se levantar, não importando o que o professor dissesse ou o que a classe pensasse. Nada do que dissessem abalaria sua fé...
ao menos era seu desejo.

Finalmente o dia chegou. O professor disse:

- Se há alguém aqui que ainda acredita em Jesus, que fique de pé!
O professor e os 300 alunos viram, atônitos, o rapaz levantar-se no fundo da sala.

O professor gritou:
- Você é um TOLO!!! Se Deus existe impedirá que este giz caia ao chão e se quebre!
E começou a erguer o braço, quando soltou o giz, escorregou entre seus dedos, deslizou pela camisa, por uma das pernas da calça, correu sobre o sapato e ao tocar no chão simplesmente rolou, sem se quebrar.

O queixo do professor caiu enquanto seu olhar, assustado, seguia o giz.
Quando o giz parou de rolar levantou a cabeça... encarou o jovem e... saiu apressadamente da sala.
O rapaz caminhou firmemente para a frente de seus colegas e, por meia hora, compartilhou sua fé em Jesus. Os 300 estudantes ouviram, silenciosamente, sobre o amor de Deus por todos e sobre seu poder através de Jesus.
Muitas vezes passamos por situações em que acreditamos que "nosso giz" vai quebrar, mas Deus, com sua infinita sabedoria e poder faz o contrário, por isso, você tem duas opões:

1 - Apagar esta mensagem e esquecer a história ou,

2 - Passar a seus amigos, cristãos e não cristãos, dando-lhes a coragem que precisamos todos os dias ao nos levantarmos.


EU ESTOU DE PÉ!!! Alguém me acompanha???

(autor desconhecido)