26 de nov de 2009




 Previna o envelhecimento por meio da alimentação

O envelhecimento é um processo natural que acontece com todo ser humano e não há como impedir que ele ocorra, pelo menos por enquanto. Mas, de acordo com Wilmar Accursio, endocrinologista, nutrólogo, diretor do Cipe (Centro Integrado de Prevenção do Envelhecimento) e Presidente da Sobrae (Sociedade Brasileira para Estudo do Envelhecimento), é possível retardar esse processo.

De acordo com o especialista, a única estratégia cientificamente comprovada até agora para aumentar a longevidade é a restrição calórica: comer pouco por muitos anos - mais que dez. Além disso, ele sugere ficar de olho na gordura abdominal (localizada na região do umbigo) e fugir dos alimentos de qualidade ruim, que deixam o corpo fraco e incapaz de se defender contra a ação dos radicais livres, que prejudicam a nossa aparência.

Accursio ainda explica que o envelhecimento é um processo inflamatório microscópico que tem a participação de radicais livres.
- Se você comer alimentos que aumentam esta inflamação silenciosa como gorduras trans, excesso de gorduras saturadas e açúcar haverá uma aceleração do processo de envelhecimento em longo prazo.


Alguns dos alimentos “amigos” da pele jovem são: cereais, peixes, frutas e vegetais.
- O ideal é comer porções pequenas e somente ingerir alimentos que tenham bastante antioxidantes, vitaminas, minerais e flavonóides. Todos devem alimentar-se bem no café-da-manhã, almoço e jantar e, se possível, comer algo saudável a cada três ou quatro horas.

Alimentos amigos X alimentos inimigos

Segundo Accursio, castanha do Pará, nozes e avelãs, cereais como aveia e trigo, frutas como uva, açaí, ameixa e blueberry (ou mirtilo) são alimentos que comprovadamente ajudam a retardar o envelhecimento.

O nutrólogo ainda indica a quantidade dos alimentos antienvelhecimento que deve ser consumida:

Peixes: o ideal é todo dia, mas no mínimo três vezes por semana

Frutas secas: 50g por dia

Cereais: se possível todos os dias, mas no mínimo quatro vezes por semana

Frutas: no mínimo três vezes por dia

Por outro lado, segundo o especialista, existem alimentos que comprovadamente aceleram o processo de envelhecimento, deixando as pessoas mais suscetíveis às doenças crônico-degenerativas e comprometendo a qualidade de vida.
- Alimentos como carnes vermelhas em excesso, principalmente muito passadas e fritas, todo tipo de fritura, gorduras em excesso, açúcar refinado, álcool acima de sete doses por mês (para todas as bebidas, exceto o vinho, que deve ser tomado todos os dias, bem pouquinho), enlatados e salgadinhos tipo aperitivo devem ser evitados.

O especialista completa e afirma que não é possível obter somente pela dieta todos nutrientes necessários para retardar o envelhecimento, pois convivemos com outros fatores que aceleram esse processo, como a poluição e o estresse.
- Uma alternativa para isso é a suplementação de vitaminas, desde que feita de maneira individualizada, após avaliação clínica e laboratorial.
*portal R7
Postar um comentário