9 de dez de 2009

Monte um banquete de nutrientes no café da manhã

Além de não pular a refeição; você precisa incluir os alimentos certos


Não é sempre que você tem tempo de desfrutar de um farto café-da-manhã. Muito pelo contrário. Na maioria das vezes, sai às pressas para o trabalho e nem se lembra do desjejum.

Só vai notar que não tomou café lá pelo meio da manhã, hora em que a fome aperta e daí é um desespero só para colocar algo na boca e tapear a fome.

O descuido que parece inofensivo, no entanto, pode colocar o equilíbrio da sua alimentação a perder. "O café-da-manhã é essencial, pois interrompe o longo período de jejum causado pelo tempo de sono".

Ainda que a primeira refeição do dia deve incluir alimentos com os nutrientes importantes para o    organismo. Hipoglicemia, baixo rendimento, falta de concentração e náuseas são conseqüências de ficar sem comer logo cedo.

Antes de apontar quais alimentos não podem faltar na sua mesa de café-da-manhã, quem pratica atividade física ao pular da cama precisa redobrar a atenção sobre a primeira refeição do dia. "Não é recomendado fazer exercícios em jejum. Mas, também não é aconselhável se exercitar logo depois de tomar o café-da-manhã".

A especialista aconselha ainda a fazer o desjejum de meia a uma hora antes de dar a largada aos exercícios. "Consuma um alimento rico em carboidratos (pães, barrinhas de cereais, bolachas salgadas, frutas) nesse período que antecede a atividade física. Isso garante energia para o trabalho muscular, evitando a hipoglicemia, durante os exercícios", explica Roberta. "A baixa de glicose traz sintomas desagradáveis, como tontura, rendimento ruim e náuseas. Para evitar os transtornos, basta colocar os seguintes alimentos no prato matinal":
Desnatados
Leite semi-desnatado ou desnatado e iogurtes desnatados:
Optar pelas versões desnatadas do leite e de seus derivados ajuda a diminuir a quantidade de gordura saturada e de colesterol da alimentação. Mais uma notícia boa é que a quantidade de cálcio é a mesma que a contida na versão integral do leite. "O cálcio participa do desenvolvimento ósseo durante a infância e adolescência e, na fase adulta, evita o aparecimento da osteoporose".

Queijo minas, ricota e cottage: comparando os queijos brancos com os amarelos, os primeiros apresentam menos calorias, devido ao menor teor de gorduras. Também são boas fontes de proteína, nutriente importante para a construção dos novos tecidos do organismo, e de cálcio, participante da formação dos ossos.
Frutas
Cereais ricos em fibras:
"Ricas em vitaminas e minerais, as frutas são bem-vindas de diversas formas no café-da-manhã. Os nutrientes oferecidos por elas estão envolvidos em várias reações do organismo, fazendo com que ele trabalhe adequadamente".

"Algumas delas se destacam por suas funções especiais, como a vitamina C, rica em antioxidantes que evitam o envelhecimento celular", continua.
Frutas in natura:
Além dos mesmos nutrientes encontrados nos sucos, as frutas frescas fornecem mais fibras. Pães: ótimas fontes de energia, os pães não podem faltar no café-da-manhã. As melhores opções, porém, estão entre as versões integrais do alimento. "Os pães integrais contêm mais fibras, vitaminas e minerais, quando comparados com os pães que levam apenas farinha refinada, por isso são melhores". 
Os pães integrais contêm mais fibras, vitaminas e minerais, quando comparados com os pães que levam apenas farinha refinada
Peito de peru e presunto sem capa de gordura: eles entram em cena como acompanhamento dos pães e fornecem outro nutriente importante, as proteínas. Atente a outros ingredientes típicos do desjejum:

"Além de incluir tais alimentos no menu, vale ficar de olho em outros participantes do seu desjejum", diz a nutricionista.

Evite os alimentos ricos em gordura saturada e colesterol
"O elevado consumo destes tipos de gordura está relacionado ao desenvolvimento de males como as doenças cardiovasculares".
(Nutricionista Roberta Stella.)

Postar um comentário