11 de dez de 2010

Olhar para trás nem sempre é uma boa idéia




"Se...". Quantas de nós já começamos algumas frases dessa maneira.


Se não tivesse falado na hora errada meu esposo não teria se aborrecido comigo, se eu tivesse saido mais cedo de casa não enfrentaria este trânsito, se tivesse pensado antes de falar não seria tão bruta e não magoaria aquela amiga que tanto estimo, e se... tantos mais.

No que diz respeito olhar para trás, só é válido para avaliar os erros cometidos afim de não tornar aos mesmos, mas não podemos cair no erro de fazer disso um hábito e pensar: é já está feito,  agora não tem mais como consertar.

Quando Deus mandou que Ló e sua família saísse da cidade em que estavam porque seria destruída, a lentidão era tanta que os anjos puxaram eles para fora da cidade, mas antes orientou que não olhassem para trás.

Ao invés de simplesmente obedecer, imagino o que naquele momento teria passado na mente da mulher de Ló, "e minha casa, minhas jóias, minhas roupas, minhas coisas que construi com tanto sacrifício, etc..."

Neste caso podemos ver que olhar para trás nem sempre é uma boa idéia, muitas pessoas  se enterram no passado e ficam supondo o que teria acontecido se fizesse ou não tal coisa, e esquecem de olhar para uma nova oportunidade  que Deus coloca diante dela, e que hoje ela tem o poder de decidir fazer o certo.

Então pense nas consequências de quem fica olhando para trás.
Olhe a nova estrada em sua frente e faça melhor desta vez!

Postar um comentário