19 de jan de 2012

Morto! Vivo!



Quem na sua infância nunca brincou de morto! vivo!?

Pois é aquela brincadeira que abaixa e levanta, mas o triste é que existem pessoas dentro das igrejas nesta brincadeira até o dia de hoje.
Pessoas que uma hora estão "vivas" ou pelo menos com aparência de quem vive, quando conversamos com elas é assim: estou na fé!, vai dar certo!, já arrebentou!; mas passa 1 semana, 1 mês e entra na fase de  "morta", "eu não sei se consigo, se posso..."

Até quando? até quando?
 Ou você quer ou não!
Até quando ficar nesta brincadeira?

O poder de decisão está nas mãos de cada um de nós, não existe essa de um é mais forte que outro, existe sim: um quer, um decide, enquanto que o outro não sabe exatamente o que quer.

O que eu quero para minha vida ninguém pode fazer por mim, nem me impedir de realizar.

Fiquei assim durante muito tempo na  minha adolescência, mas quando decidi, chutei o pau da barraca e ninguém me segurou.

Decida antes que seja tarde demais.


Postar um comentário